domingo, 31 de maio de 2009

Fogo em Sobreira Destrói VCOT dos Voluntários de Cête

Um jipe dos Bombeiros de Cête ficou carbonizado durante um incêndio florestal, ontem, em Sobreira, Paredes. Ao encontrar carros no caminho, o bombeiro só teve tempo de alertar as pessoas e fugir a pé entre labaredas.

José Luís Silva procedia ao reconhecimento da área, no alto do Couce, em Casconha, Sobreira, Paredes. Cerca das 15 horas, o segundo comandante dos Bombeiros de Cête entrou com o jipe num caminho de acesso ao alto do monte do Couce, um lugar conhecido, popularmente, pelo caminho das Cruzes.

Ao aperceber-se que as chamas se dirigiam para essa zona, José Luís avistou três carros e um tractor. "A minha primeira preocupação foi alertar os civis para abandonarem a zona. Era muito perigoso estar ali e eu queria passar com o jipe, mas tinha o caminho obstruído. De repente, as chamas rodearam-me e eu só tive tempo de abandonar a viatura e fugir a pé. Nunca mais vi as pessoas. Nem sei como elas conseguiram fugir", recordou o segundo-comandante, visivelmente, emocionado.

Para o comandante da corporação de Cête, Rui Gomes, as chamas provocaram um efeito conhecido por "efeito de chaminé", ou seja, além da propagação ter sido rápida pela força do vento houve um aquecimento do espaço favorável à propagação das chamas.

O incêndio, que se presume ter origem criminosa, devastou cerca de 50 hectares de floresta e ao final da tarde já tinha passado para a zona de Penafiel, chegando a estar próximo da aldeia histórica de Quintandona, em Lagares.

Raquel Moreira da Silva, vereadora e responsável da Protecção Civil de Paredes acompanhou o combate ao incêndio. A autarca lamentava, sobretudo, o prejuízo patrimonial arbóreo. À sua frente um cenário de terra queimada em várias frentes não deixava ninguém indiferente e a força do vento encarregava-se de contrariar o combate do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS) da GNR às chamas.

Além da GNR de Penafiel, cujo comandante Adriano Rocha, esteve no local, estiveram envolvidas 14 corporações de Bombeiros e dois helicópteros, um vindo de Braga e outro de Santa Comba Dão.

Ao que se apurou os helicópteros da primeira linha avançada, estacionados em Baltar, estiveram indisponíveis. Também a Cruz Vermelha da Sobreira e toda a equipa da Protecção Civil não tiveram mãos a medir. A Polícia Judiciária já está a investigar a origem deste incêndio.
Texto de: José Vinha (JN)

Ocorrências Activas no Momento (31MAI2009)


sábado, 30 de maio de 2009

“Lorica” Fala-nos do Saudoso Padre Francisco Borges de Assunção

Caríssimos leitores e comentadores do bolg *bombeirospontopt*, embora o texto que se segue (recebido via e-mail dia 28MAI09, às 23:28) pouco tenha a ver directamente com o nosso trabalho, merece-nos real destaque por motivos da personalidade em questão ser um homem justo, figura marcante de Loriga, amigo dos Bombeiros e do qual o seu nome já aqui foi referido esta semana, infelizmente pela sua morte. O emissor “Lorica” embora desconhecido, pede-nos para publicar o seu texto e depois de analisado o seu teor achámo-lo adequado de publicação em primeira página.

““Boa noite a todos vós amigos leitores, estou a passar para deixar uma marca de sentimento neste Blogue, que muito embora o meu nome “Lorica” (seja um nome fictício), o que vai contar mesmo é a intenção porque o faço e fora de questão está receber alguma taça ou coisa do género. Faça-se Justiça é este o meu ponto de vista.

- Primeiro que tudo apresento os meus sentidos pêsames á família do Reverendíssimo Padre Francisco Borges de Assunção.

- Em segundo, adiciono os meus parabéns ao bombeirospontopt por este ser um Blogue de carácter voltado aos bombeiros, ter referido mesmo assim a partida do nosso tão saudoso pároco Padre Francisco com um texto que honra o magnífico Homem que foi, é e será para todos quantos conhecem as obras admiráveis que deixou em Loriga e em outras freguesias.

Ao ler o triste tópico da notícia referente ao Sr. Padre Francisco nos ter deixado fisicamente, devo acrescentar que irá permanecer eternamente em Loriga pois tudo o que nos deixou foram obras soberbas que o imortalizaram.

- Em terceiro, ler todo o teor do texto, comove qualquer leitor que mesmo sabendo de quem se retrata é verdadeiramente admirável a riquíssima biografia aqui testemunhada, mas fazendo relevar a minha sinceridade, há algo do qual eu não comungo.

O texto faz referência ao nosso saudoso Padre Francisco quanto à “figura marcante por tudo quanto fez, incutiu o espírito de voluntariado, mensagem que foi correspondida pelos Loriguenses e os seus colaboradores mais próximos…” ISTO É MENTIRA!!!

Que fosse correspondida por muitíssimos dos bons Loriguenses acredito mas por alguns dos seus colaboradores mais próximos, no meu ponto de vista, isso jamais aconteceu! É pura das mentiras. Se alguns destes Senhores Colaboradores mais próximos (os que lhe batiam nas costas para obterem méritos em que hoje estão já bem apurados e que todos nós conhecemos muito bem) se tivessem a hombridade e dignidade perante o nome do Padre Francisco, inauguravam o Lar de Idosos de Loriga (como diz o texto e bem, “…a pupila dos seus olhos…”) com o seu nome na placa de honra da casa e não com outro nome, que no meu entender, embora nada contra o actual pároco, eu como Loriguense nascido, crescido e vivido que sou, não lhe reconheço tal mérito.

Penso que este “erro” veio de alguns “covardes” (como já alguém o referiu anteriormente num comentário) mas eu, no lugar do actual nome honrado às portas do lar, não sentiria bem ao nível da minha boa consciência, mandaria retirá-la e alterá-la de imediato.

Como muitos dos leitores que por aqui passaram e tiveram o mesmo raciocínio, eu sou um outro que subscrevo todos quantos estão indignados com este facto.

Já se fala e mais informo quem não sabe, que o dia 3 Julho (feriado municipal) o Senhor Padre Francisco vai ser distinguido e homenageado com a Campânula Municipal de Mérito pelo Município de Seia, por relevantes serviços ao Concelho de Seia e ao País, mas a Título Póstumo”, digo infelizmente.

- Porque é que temos tendência de distinguir tardiamente as pessoas benévolas que deixam as suas obras valiosíssimas aquando estas estão já construídas há muito tempo? Nós Portugueses devíamos rectificar esta mentalidade, isto no meu simples entender. É pena que depois incidamos no erro destes benfeitores não estarem mais entre nós como é o caso do nosso Saudoso Padre Francisco.

Do que se conhece e se pode testemunhar, o Amigo Padre Francisco não era vaidoso da sua bondade mas sentir-se-ia orgulhoso se tivesse recebido (quando vivo) um voto de louvor da sua grande obra estar de pé e o seu nome se encontrar a fazer as honras da casa. Receber a Campânula Municipal de Mérito, arrisco dizer que seria uma honra tê-la recebido em mão… mas nós só nos lembramos de Santa Barbara quando troveja, depois já é tarde infelizmente.

Devemos agradecer a tantos quantos trabalharam e que fundamentaram este pedido de mérito merecido (embora tardiamente, mais vale tarde que nunca). Agradecimentos também ao Dr. Eduardo Brito (Presidente da Câmara de Seia) e o Dr. Carlos Filipe Camelo (Vice-Presidente da Câmara).

Como sei que passam por aqui muitos dos nossos bons Loriguenses e para terminar este meu longo “discurso” aqui deixo um mote ao Blogue, e que tal postar este meu texto em primeira página para assim trabalharmos em prol de se desfazerem alguns erros “cometidos contra” as honras merecidas do nosso amigo Padre Francisco?

Garanto que é um bom princípio de conseguirmos espalhar o seu bom nome aos sete ventos. O que mais custa não é fazer tudo de uma só vez mas sim começar por uma ponta e começar por aqui é já um princípio e uma mais-valia.

Para que não surjam represálias ao meu bom nome, peço desculpas pelo nome fictício que aplico como autor do texto e como disse anteriormente não quero taças mas sim que se faça justiça, o que vai contar mesmo é a intenção porque o faço e escrevo.
Cumprimentos a todos os Loriguenses de bom coração””
Enviado por: “Lorica”

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A Politico-Empregabilidade Existente na ANPC

Este mundo da Protecção Civil elevou-se desde a autonomia financeira da ANPC e dos cargos e vencimentos associados. E, claro, desde a grande “publicidade” ao tema incêndios florestais… pois, as valências da ANPC só visam mesmo o combate aos ditos IF. Porque em matéria de Planeamento de Emergência o que é que a ANPC faz?! Exemplos: Indústrias Seveso – Quantas existem, quantas tem PEI e quantos PEE existem e as Barragens – Quantas tem um PEE?!

A ANPC directamente não será a entidade responsável dizem muitos. Sim, é verdade, mas quem é que tem a missão de planear, coordenar e executar a política nacional de protecção civil?!
Para quem anda distraído em termos de matéria Politico-Empregabilidade, vejamos:

1. Recentemente a nomeação de 2 assessores para o GAB SEPC. Vejam a origem geográfica dos mesmos e o partido, claro está.

2. O Presidente da ANPC – MGEN REF – não estará ligado a um Partido?! Mas, não ao de um seu irmão, pois tem uma outra cor.

3. O recente caso da exoneração do CODIS de Setúbal e a nomeação de um novo CODIS, “velho” conhecido da estrutura pela capacidade de organização da logística do CNOS.

4. Os senhores Comandantes de Bombeiros que prestam serviço no CNOS – quem são?!

5. Como é possível um organismo de administração central com ramos descentralizados ao nível distrital ter funcionários?! Sem qualquer vínculo à Função Pública?! – oops… tem vínculo sim, enganei-me… vínculo com algumas Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários localizadas num raio de 20km com centro em Carnaxide. Instituições essas que se talvez servem de off-shores à ANPC. Leiam e interpretem o Relatório de Contas do Tribunal de Contas à ANPC.

6. Os senhores CODIS não tem um passado ligado desde muito pequeninos aos bombeiros – o bisavô, o avô e o pai não são ou foram Comandantes de Corpos de Bombeiros?! Ou não foram militantes de um qualquer partido político?! Qual a ligação de alguns CODIS com os seus respectivos Governadores Civis?!

7. Quanto aos adjuntos nacionais – ADON – vejam o seu percurso ou que são os seus pais!

8. Quantos aos adjuntos distritais… política ou então num caso a 4ª ou 5ª ou nem sei escolha feminina porque o senhor CODIS gosta…

Depois admiram-se dos revoltosos do sistema, vejam como tratam as pessoas… os elementos que prestam serviço à estrutura ANPC, tanto a nível nacional como distrital, foram dispensados… e todos os outros?!

Só mais um lamiré à ANPC – a opinião pública que tanto contestou a forma como o Primeiro-Ministro tirou o seu “bacharelato” não sabe mas fica a saber que a outrora “grandiosa” Universidade Independente tinha uma turma “especial” composta por elementos dirigentes da ANPC. Entres os quais o “novo” CODIS de Setúbal e o CONAC da ANPC. O primeiro ainda está a acabar uma licenciatura no Instituto Politécnico de Beja e para espanto de muitos já só faltam duas cadeiras para acabar!!! Deve ser uma anedota, mas enfim… os colegas universitários do mesmo ainda não se queixaram por se calhar nem saberem da existência do mesmo!!!

Quanto ao CONAC já é licenciado pela Escola Superior de Peniche! Alguém quer ver as datas/horas e modo de avaliação dos mesmos – trabalhos, frequências e exames. Ouvi dizer que cá em Lisboa andam outros CODIS… e que a avaliação é um trabalhito para o senhor comandante…

Quando é que os lugares são ocupados por gente capaz devido à inteligência e capacidade individual de trabalho?!
Enviado por: “Castrador PC” sob o tema “Estado de Alma”

Ocorrências Activas no Momento (29MAI2009)

Temperaturas Podem Chegar aos 35 Graus

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal e Évora estão hoje em alerta amarelo devido à previsão de temperaturas altas, informou hoje o Instituto de Meteorologia (IM)

De acordo com o site do IM, estes distritos estão sob aviso amarelo, o segundo de uma escala de quatro, devido às temperaturas elevadas, que poderão atingir 35 graus.

Os distritos de Beja e Évora terão as temperaturas mais altas durante o dia no país, atingindo os 35 graus, prevendo-se também 34 graus para Lisboa, 33 para Leiria e Coimbra e 31 graus em Portalegre, Castelo Branco e Sines.

Segundo o IM, as temperaturas deverão começar a baixar a partir de domingo, quando os termómetros deverão chegar aos 29 graus.
Para segunda e terça-feira, estão previstas temperaturas na ordem dos 24 graus.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Bombeiros Portugueses Sujeitos a Níveis de Poluição Elevados

Bombeiros sujeitos a níveis de poluentes superiores aos determinados por UE e OMS
Os bombeiros portugueses estão sujeitos a níveis poluentes que ultrapassam os máximos definidos pela União Europeia e pela Organização Mundial de Saúde, alertam os autores de um estudo cujos resultados preliminares são apresentados sábado.

Os investigadores envolvidos no projecto interdisciplinar FUMEXP, que arrancou em 2008 e que até 2010 vai monitorizar os efeitos da exposição ao fumo por parte dos bombeiros portugueses, concluíram que os elementos que combatem incêndios florestais estão sujeitos a níveis poluentes "preocupantes".

Os bombeiros estão sujeitos a elevados níveis de poluentes nas operações de combate, em termos de PM 2,5 (partículas inaláveis com diâmetro até 2,5 micra), monóxido de carbono e dióxido de azoto - assinala o estudo na véspera do Dia Nacional do Bombeiro, que se celebra quinta-feira.

Lusa

terça-feira, 26 de maio de 2009

Comandante Distrital de Operações de Socorro Afastado do Cargo

(Última hora)
O Comandante Distrital de Operações de Socorro de Setúbal, Alcino Monteiro Marques, foi afastado do cargo por «acumulação ilegal de funções», na sequência de um processo disciplinar, confirmou hoje a Autoridade Nacional de Protecção Civil

«A Autoridade Nacional de Protecção Civil confirma a cessação da comissão de serviço do Comandante Distrital de Operações de Socorro de Setúbal, Alcino Monteiro Marques, com efeitos a 25 de Maio de 2009, na sequência de procedimento disciplinar instaurado por acumulação ilegal de funções», confirmou fonte oficial daquela entidade.

«Aquele procedimento teve origem nas conclusões do processo de inquérito instaurado face às notícias publicadas num órgão de comunicação social», acrescenta a resposta dada por escrito, pela Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Alcino Monteiro Marques foi alvo de um inquérito na sequência de notícias publicadas pelo jornal 24 Horas no passado mês de Abril, que o acusavam de ter prestado serviços de consultadoria de segurança ao ‘outlet’ Freeport, em Alcochete, situação que foi considerada incompatível com as funções que exercia de Comandante Distrital de Bombeiros.

Como referia o jornal que denunciou o caso, no passado dia 2 de Abril, terá sido Alcino Monteiro Marques a dar luz verde ao empreendimento Freeport nas questões de segurança em que é exigido parecer favorável dos Bombeiros.

Segundo outras fontes, Alcino Monteiro Marques foi, entretanto, substituído no cargo por António Gualdino, que desempenhava funções de adjunto de Operações do Comandante Operacional Nacional, Gil Martins.

Lusa / SOL

Crianças Visitam Bombeiros do Barreiro

"O que eu gostava mais era de apagar um incêndio".
A frase é de uma das 50 crianças do Jardim-de-Infância Pedro V, que ontem visitaram o quartel dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, durante a semana que assinala o dia do bombeiro, a comemorar pelo município no próximo dia 30 de Maio.

Desde a semana passada que esta corporação e a dos Voluntários do Sul e Sueste têm recebido crianças dos estabelecimentos de ensino do concelho, numa iniciativa "que visa sensibilizar os mais novos para o problema dos incêndios", disse ao CM João Soares, vereador da Protecção Civil da Câmara Municipal do Barreiro.

Ontem foi também apresentado o dispositivo de combate a incêndios florestais. "A novidade deste ano é a alteração do Plano Operacional Municipal por força das alterações introduzidas pela Autoridade Nacional de Protecção Civil", diz José Figueiredo, segundo comandante dos Voluntários do Barreiro.
F:CM

Conheça as Regalias dos Bombeiros

1. Regalias no âmbito da educação
Das quais se salienta:
a) Relevação de faltas às aulas motivadas pela comparência em actividade operacional, quando requerida pelo comandante do corpo de bombeiros;
b) Realizarem, em data a combinar com o docente ou de acordo com as normas internas em vigor no estabelecimento de ensino, os testes escritos a que não tenham podido comparecer comprovadamente por motivo do cumprimento de actividade operacional.
c) Aos bombeiros com pelo menos dois anos de serviço efectivo é concedida a faculdade de requererem em cada ano lectivo até cinco exames para além dos exames nas épocas normais e especiais, já consagradas na legislação em vigor, com um limite máximo de dois por disciplina.
d) Os bombeiros voluntários dos quadros de comando e activo com pelo menos dois anos de serviço efectivo têm direito ao reembolso das propinas (no valor máximo correspondente a um Salário Mínimo Nacional, por ano lectivo) e das taxas de inscrição da frequência do ensino secundário ou do ensino superior público desde que tenham aproveitamento no ano lectivo anterior, salvo se se tratar de início de curso.
De salientar que esta regalia abrange exclusivamente a frequência de licenciaturas, mestrados ou doutoramentos em estabelecimentos de ensino superior público (Universitário, Politécnico, Militar e Policial) ou seja, exclui-se estabelecimentos de ensino superior privado.
e) Os descendentes dos bombeiros voluntários com mais de 15 anos de serviço efectivo, apenas são reembolsados da taxa de inscrição pela frequência do ensino superior público.
f) Os descendentes dos bombeiros falecidos, acidentados em serviço ou vítimas de doença ou invalidez permanente contraída ou agravada em serviço ou por causa dele também gozam de regalias no âmbito da educação.
Cabe à entidade detentora instruir o processo de reembolso e remeter à ANPC.

2. Patrocínio judiciário
Os Bombeiros têm direito a assistência e patrocínio judiciário nos processos judiciais em que sejam demandados ou demandantes por factos ocorridos no âmbito do exercício de funções.

3. Pensão de preço de sangue
O Estado garante às famílias dos bombeiros voluntários que venham a falecer, por acidente ocorrido no exercício da actividade de bombeiro ou por doença contraída ou agravada no seu desempenho, ou por causa dele, uma pensão de preço de sangue, segundo o regime vigente para os trabalhadores da Administração Pública.

4. Aumento de tempo de serviço para efeitos de aposentação
Os bombeiros profissionais e bem assim os bombeiros voluntários dos quadros de comando e activo, estes - voluntários com pelo menos cinco anos de serviço e relativamente ao tempo de serviço na situação de actividade no quadro, sendo subscritores da Caixa Geral de Aposentações e dos regimes de segurança social, beneficiam de um aumento de tempo de serviço para efeitos de aposentação de 15%.
Essa percentagem de aumento não dispensa os interessados do pagamento, nos termos legais, das correspondentes contribuições para a Caixa Geral de Aposentações ou para a segurança social.
Salienta-se que a base de incidência para o apuramento dessas contribuições difere consoante se trate de bombeiros voluntários com actividade profissional ou bombeiros voluntários sem actividade profissional.
Compete à Autoridade Nacional de Protecção Civil a certificação das condições da atribuição do aumento de tempo de serviço para efeitos de aposentação.

5. Bonificação de pensões
Os bombeiros voluntários dos quadros de comando e activo têm direito a uma bonificação de pensão, no valor de 15%, determinado em função do tempo de serviço prestado e quando estejam abrangidos pelos regimes contributivos de segurança social.

6. Seguro Social Voluntário
Quem exerça as funções de bombeiro em regime de voluntariado à pelo menos 12 meses e que, por não desempenhar qualquer actividade profissional, não beneficie de protecção social nem se encontre em situação que determine o direito à protecção no desemprego, não seja pensionista da função pública ou de qualquer regime de segurança social, é enquadrado no regime de seguro social voluntário.
O bombeiro abrangido pelo seguro social voluntário tem direito a:
a) Prestações de doenças profissionais; b) Pensão de invalidez; c) Pensão de velhice; d) Pensão de sobrevivência; e) Subsídio por morte.
A actividade prestada como bombeiro voluntário, beneficiando do Seguro Social Voluntário, considera-se equiparada a actividade profissional.

7. Assistência médica e medicamentosa
Nos casos de acidente ou doença comprovadamente contraída ou agravada em serviço, podem os bombeiros voluntários beneficiar gratuitamente de assistência médica e medicamentosa, através do Fundo de Protecção Social do Bombeiro, gerido pela Liga dos Bombeiros Portugueses, na parte não coberta por outras entidades, em razão da lei ou de contrato.
Essa assistência médica e medicamentosa abrange:
a) Especialidades médicas; b) Elementos auxiliares de diagnóstico; c) Encargos médico-cirúrgicos; d) Comparticipação do beneficiário em despesas de internamento hospitalar; e) Tratamentos termais; f) Próteses; g) Fisioterapia; h) Recuperação funcional.

8. Subsídios para despesas de recuperação
Nos casos de deficientes motores, mentais, sensoriais ou de fala, e por acidente ou doença comprovadamente contraída ou agravada em serviço, e com o fim de custear despesas de recuperação são assegurados subsídios adequados, através do Fundo de Protecção Social do Bombeiro, gerido pela Liga dos Bombeiros Portugueses, nos termos do respectivo regulamento.
São ainda beneficiários dos subsídios para despesas de recuperação, os filhos dos bombeiros falecidos em serviço ou por doença contraída ou agravada em serviço ou por causa dele.

9. Seguro de acidentes pessoais
Os bombeiros profissionais e voluntários beneficiam de um seguro de acidentes pessoais.

domingo, 24 de maio de 2009

Faleceu o Reverendo Padre Francisco Borges de Assunção

Faleceu o Fundador da Casa de Repouso da Nossa Senhora da Guia - Loriga, obra imensa de caridade para os idosos.
Deus chamou-o para o seu reino hoje e o seu corpo encontra-se em câmara ardente na Igreja Matriz de Travancinha. O funeral será amanhã dia 25 de Maio pelas 16:30h.

Biografia
Natural de Travancinha, onde veio à luz do dia em 25 de Janeiro de 1923.
Ordenação Sacerdotal em 04 de Agosto de 1946.
Missa Nova em 18 de Agosto de 1946.
Bodas de Oiro Sacerdotais em 04 de Agosto de 1996.
Festa Jubilar em Loriga no dia 08 de Agosto de 1996.

Paroquiou 22 anos em Loriga de 1979 - 2001 onde exerceu e desenvolveu o seu trabalho Pastoral e Apostólico, com grande dignidade, espírito de abnegação e revelou inequivocamente grande sensibilidade pelos problemas sociais. No firme cumprimento da sua missão, exerceu com sabedoria a sua acção Pastoral.

Homem dotado de grande capacidade de trabalho, empreendedor, pragmático, determinado, directo e frontal, soube desde a primeira hora, estar atento às necessidades mais prementes de Loriga, não se poupando a sacrifícios dos mais díspares, afectando a sua própria saúde.

O seu contributo foi preponderante, para mostrar a excelência duma vida voltada para a procura da verdade e da justiça em Jesus Cristo, indicando caminhos de libertação e redenção. Muito atento ao seu rebanho, também no seu redil houve ovelhas tresmalhadas. A todas, bondosamente lhe mostrou o caminho para Deus e uma vontade inabalável de as reunir.

Fazem parte do seu vasto e enriquecedor trabalho entre outras, as seguintes obras:
- Edificação de um edifício de raiz, para as novas Instalações da Creche, Jardim Infantil e ATL.
- Restaurou e transformou a Igreja Paroquial, exterior e interior, dotando-a de bancadas novas.
- Restaurou completamente a Casa de Nossa Senhora da Conceição.
- Melhorou as condições de habitabilidade na Residência Paroquial e inovou melhores estruturas no Salão Paroquial, para desenvolvimento de actividades pastorais e lúdicas.
- Criou e restaurou espaço para o funcionamento da valência do Centro de Dia para os Idosos, com alimentação incluída, servida todos os dias da semana.
- Melhorou a Sede Social do Centro de Assistência Paroquial de Loriga.
- Estimulou Loriguenses responsáveis que operaram na transformação da Capela e recinto de Nossa Senhora da Guia, Capela e largo de S. Sebastião e Capela de Nossa Senhora do Carmo.
- Ajudou a criar a Capela Mortuária.
- Lançou meios estruturais para o exercício dos Movimentos Apostólicos.
- Edificação do Lar de Idosos (Casa de Repouso de Nossa Senhora da Guia).

Na defesa fundamental dos valores éticos, morais, sociais e cristãos, transmite-nos a mensagem da solicitude para com os mais fracos, e põe em prática a sua grande paixão; Ajudar e acarinhar os velhinhos, doentes e carenciados dentro dos valores e princípios da solidariedade e justiça social, inspirado na doutrina social da Igreja.

O Padre Francisco, pertence ao grupo dos que trabalham, constroem e acreditam. E porque o futuro é dos que confiam, dos que acreditam e dos que sonham, concentra as energias, e num esforço desmedido que todos lhe reconhecemos, deita mãos à construção da “Casa de Repouso de Nossa Senhora da Guia”. Obra de grande alcance social, Obra da coragem e de mérito, imponente, preciosa, necessária, e que vai de certo modo acautelar o futuro dos que dela venham a precisar. É e será sempre de uma importância vital, a qual apontamos e confiamos serenamente, que será sempre um centro de vida familiar.

E ei-lo no terreno como principal responsável da construção da Casa de Repouso de Nossa Senhora da Guia, valência do Centro de Assistência Paroquial de Loriga, iniciando a sua actividade a 13 de Setembro do ano de 2004. É geradora de mais de 30 postos de trabalho e queremos que seja, apesar das vicissitudes, uma agradável alusão, quanto à prática do humanismo e da caridade cristã. A Casa de Repouso pelo bem que deverá fazer, há-de continuar, e teremos todos que contribuir para constitui-la como uma referência de dignidade humana e prestígio social cristão cada vez maior em Loriga, nunca omitindo a nobreza de servir.

Esta grande Obra, só é possível em primeiro lugar, porque soube impor um cunho de rigor, isenção, frontalidade e exemplar gestão de contenção orçamental, que o Padre Francisco imprimiu na orientação dos destinos no Centro de Assistência Paroquial de Loriga, desde a sua tomada de posse como Pároco da Paróquia de Loriga. Em segundo lugar, todo o trabalho desenvolvido junto das Entidades Oficiais e Ministério da Tutela, removendo obstáculos de toda a ordem, para que fosse possível a sua inscrição em Piddac e consequentemente aprovado o seu financiamento na ordem dos 58%, atribuição de subsídios extraordinários e sensibilização dos Loriguenses, para contribuir com donativos, mercê da sua contagiante determinação e perseverança.

Julgamos oportuno aqui referir, o nosso profundo agradecimento a todos aqueles que, no exercício das suas funções políticas e governativas, deram o seu contributo, não esquecendo Sua Excelência Reverendíssima D. António dos Santos, Bispo Emérito da Diocese da Guarda.

Homem bondoso, afável, atento e com muita sensibilidade e preocupação social. Confrontado com incompreensões e até alguns desafios, respondeu sempre com sofrimento e silêncio sem desfalecimentos, não se desviando da rota por si almejada, que houvera traçado. Apresentava sempre uma serenidade, quase diria, sem limites, para ultrapassar as dificuldades e os problemas com que diariamente se deparava, parecendo não os reconhecer como obstáculos. Por trás da ausência de exposição esteve um corajoso e activo defensor, convicto da importância estruturante para resolver problemas familiares e sociais.

Todavia, deixou-nos esta mensagem: “ O silêncio é de oiro” Os Loriguenses, são credores de um legado valioso, profícuo, que nem o homem nem o tempo serão capazes de arrebatar, escrevendo e gravando a letras de ouro as páginas duma História invejável, que perdurará nos anais religiosos e sociais desta nossa Loriga. “Tempus est Optimus judex rerun omnium” O tempo é o melhor juiz de todas as coisas.

Figura marcante, por tudo quanto fez, incutiu sempre o espírito do voluntariado, mensagem correspondida pelos Loriguenses e seus colaboradores mais directos.
Salientamos a sua total disponibilidade, sempre pronto a acompanhar e a traçar directivas nos trabalhos dos diversos Organismos Apostólicos, com relevância na organização e condução de Grupos de Jovens, inseridos em diversas actividades Paroquiais, feitos que ninguém ignora.

Servidor do Evangelho para a esperança dos Loriguenses e do Mundo, exerceu sempre em obediência ao seu Bispo, o seu Ministério Sacerdotal com muita dedicação Apostólica. Já minado pela doença, por vezes deixava transparecer a sua falta de saúde, mas remando sempre contra as ondas de um mar encapelado que ele próprio fazia acalmar, não obstante o seu corpo franzino, surpreendendo todos os que o conheciam pela sua heroicidade.

Defensor e preservador, foi um guardião das nossas almas e de todos os bens paroquiais, contribuindo para a melhoria das suas principais estruturas.
A Sedução e o domínio que o Senhor Jesus, exerceu sobre o Padre Francisco, marcaram a sua vida Sacerdotal. Partilhou a cada momento todas as emoções, gerando amizade, admiração e amor, predicados que a Paróquia recorda com saudade, para jamais esquecer.

Trabalhou incansavelmente até não poder mais, porque a doença o traiu e o obrigou a resignar no seu ministério e o impediu de ser ele a inaugurar o majestoso edifício da Casa de Repouso de Nossa Senhora da Guia, aliás a pupila dos seus olhos...

A sua vontade de ultrapassar a doença, corajosamente sujeitava-se a celebrar a Eucaristia sentado sobre uma cadeira, apoiado no altar do sacrifício de Cristo e dele próprio.

F: NLAPDLoriga

sábado, 23 de maio de 2009

Gripe A (H1N1): Cronologia da evolução do vírus

Um mês depois do primeiro alerta das autoridades sanitárias mundiais para um novo vírus da gripe com potencial pandémico, a doença afectou mais de 11 mil pessoas em 42 países e matou mais de 85 pessoas.
24 Abril:
- Autoridades sanitárias mundiais lançam alerta após a sinalização de centenas de casos humanos de gripe suína no México, que iniciou uma "campanha massiva" de vacinação perante mais de 50 mortes suspeitas.
25 Abril:
- Directora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) interrompe visita a Washington e regressa ao quartel-general da instituição na Suíça para lidar com a emergência.
- OMS alerta para "potencial pandémico" de novo vírus e recomenda aumento da vigilância
- Autoridades sanitárias dos EUA admitem que vírus já não pode ser contido.
26 Abril:
- OMS admite que vírus poderá mutar-se e ficar "muito mais perigoso"
- Balanço da gripe no México está em 81 mortes suspeitas, 20 já confirmadas como provocadas pelo vírus
- Comissão Europeia diz que nenhum caso foi detectado na Europa. EUA decretam "estado de emergência".
27 Abril:
- OMS sobe nível de alerta para 4, numa escala até seis, e diz que nenhuma região do mundo está imune à propagação do vírus
- Organização Internacional de Saúde Animal pede que a gripe suína passe a denominar-se "gripe da América do Norte" por não ter sido isolado até ao momento o vírus nos animais
- Vírus chega à Europa com um primeiro caso confirmado em Espanha. No México estima-se que já tenha provocado mais de cem mortos.
28 Abril:
- Plano de contingência accionado em Portugal - DGS
- Ministério da Saúde português constitui Equipa de Acompanhamento da Gripe
- Gripe já está no México, nos Estados Unidos, Canadá, Escócia, Nova Zelândia, Espanha, França, Reino Unido, Israel e Coreia do Sul.
29 Abril:
- OMS sobe para cinco o nível de alerta pandémico, o segundo mais grave de uma escala de seis
- OMS confirma 114 casos de pessoas infectadas em todo o mundo e oito mortos devido ao vírus
- Ministra da Saúde garante inexistência de casos em Portugal
- Operadores turísticos que actuam em Portugal cancelam voos para o México.
30 Abril:
- OMS muda designação para "gripe A (H1N1)"
- Número de pessoas infectadas aumenta em todo o mundo, com casos confirmados em Espanha (13), Reino Unido, Alemanha e Holanda
1 Maio:
- OMS confirma 331 casos em todo o mundo, dez mortes. Casos confirmados na Europa sobem para 37
- 300 escolas fechadas nos Estados Unidos, 170 mil alunos em casa.
2 Maio:
- 722 casos confirmados em todo o mundo.
3 Maio:
- Infectados com o vírus são 923 em todo o mundo, 20 mortos. Vírus detectado em 19 países
- Espanha, com 40 casos confirmados, é o país europeu com maior número
- Portugal figura pela primeira vez na lista de países com "casos prováveis" de gripe A (H1N1) do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC)
- OMS garante que o vírus não se transmite pelo consumo de carne de porco - Autoridades mexicanas anunciam aparente estabilização da epidemia.
4 Maio:
- Ministra da Saúde confirma primeiro caso em Portugal. Trata-se de uma mulher, de 30 anos, recentemente regressada de uma viagem ao México
- UE "preparada" para responder a ameaça, garante comissária da Saúde
- 1 003 casos confirmados em 20 países, OMS
- Directora-geral da OMS nega reacção excessiva e adverte para possível segunda onda de contágios.
5 Maio:
- OMS confirma 1.419 casos, dos quais 30 mortais
- OMS envia 2,4 milhões de antigripais para 72 países
- Vírus está a dirigir-se para o Hemisfério Sul, onde começará o Inverno, favorável às gripes, OMS.
6 Maio:
- OMS refere 1.516 casos confirmados, dos quais 30 mortais, em 22 países.
- Canadá faz primeira sequenciação genética do vírus H1N1 da gripe A, o que poderá abrir caminho para a produção de uma vacina.
7 Maio:
- OMS estima que um terço da população mundial será afectado em caso de pandemia
- Ministra da Saúde portuguesa aconselha empresas e organismos a prepararem planos de contingência
- Vírus atinge 24 países e quase duas mil pessoas em todo o mundo, 31 casos mortais, OMS.
8 Maio:
- 46 mortos (44 no México e dois nos Estados Unidos), em 2.500 casos, em 25 países
9 Maio:
- Mais de 3.400 pessoas infectadas em 29 países.
10 Maio:
- Número de infectados pelo vírus da gripe A H1N1 aumentou em quase 1.000 em 24 horas, atingido 4.379 pessoas em 29 países, OMS. União Europeia regista total de 184 casos.
12 Maio:
- OMS teme resistência a antivirais. Número de casos confirmados cifra-se em 5.251, 61 dos quais mortais, em 30 países.
13 Maio:
- Total de 5.728 infectados em 33 países
- Cientistas da OMS investigam tese de investigador australiano de que o vírus da gripe A (H1N1) pode ter sido desenvolvido como erro humano para testar uma nova vacina, agência Bloomberg.
14 Maio:
- Rejeitada tese de erro humano, OMS
- México vai pedir uma "compensação económica" à OMS enquanto país "mais afectado" pela epidemia, valorizando o alerta que deu e evitou "prejuízos enormes" ao resto do mundo
- 6 497 casos em 33 países, 65 mortos, OMS.
15 Maio:
- Mais mil casos nas últimas 24 horas, total é de 7 250.
16 Maio:
- Gripe atinge 8.451 pessoas em 36 países. Número de mortos aumentou para 72
- Governo português cria linha telefónica exclusiva para médicos
- Primeiro caso confirmado de um foco local no Japão. Trata-se de um aluno do ensino secundário que não viajou para o estrangeiro.
17 Maio:
- Japão confirma 44 casos no total, a maioria por contágio interno. 249 casos confirmados na União Europeia, sete nas últimas 24 horas
18 Maio:
- OMS inicia assembleia-geral anual dos 193 Estados membros em contexto de ameaça de pandemia de gripe
- Número de casos ascende a 8 829 em 40 países, incluindo 74 mortos, OMS
- Epidemia pode ter "efeitos notáveis" na economia, FMI.
19 Maio:
- 9 830 infectados e 79 mortos em 40 países, OMS.
20 Maio:
- 10 243 casos em 40 países, 80 mortos – OMS.
21 Maio:
- Quase 800 novos casos nas últimas 24 horas, 11 034 no total – OMS.
22 Maio:
- 11 168 pessoas afectadas em 42 países e 85 pessoas mortos - OMS
F:Público

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Meteo de Hoje Foi Assim

Sequência de Imagens Meteorológicas tiradas pelo Satélite "MSG2", Canal Infravermelho da Península Ibérica (desde as 00:30h até às 23:30h de hoje).

video

Gripe, Como se Proteger a Si e aos Outros

Clique sobre as fotos para ampliar

Por: Conceição Moura

Alerta Azul - Activado Até 30 de Junho (FASE BRAVO)

Risco de Incêndio para hoje
A Fase Bravo do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais inicia-se a 15 de Maio e prolonga-se até 30 de Junho, mobilizando 6.180 elementos, 1.457 recursos técnicos terrestres, 24 meios aéreos e 70 postos de vigia.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil apela assim aos cidadãos para, nos espaços florestais e durante este período de alerta:
Evitarem comportamentos de risco;
Não fazerem qualquer tipo de fogo;
Não deitarem fósforos ou pontas de cigarros para a floresta;
Não utilizarem foguetes nem fogo-de-artifício.
Não esquecer que os incêndios florestais constituem uma séria ameaça à floresta portuguesa, que compromete a sustentabilidade económica e social do País.
Se avistar o início de um incêndio florestal, ligue de imediato para o 112.
PORTUGAL SEM FOGOS DEPENDE DE TODOS

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Estamos em Greve! (bombeirosparasempre)

"Seguindo o blog bombeirosparasempre.blogspot.com, venho incentivar todos os Bombeiros Voluntários a aderir a uma greve sem precedentes que irá ficar na história dos Bombeiros Portugueses! ..." Para mais informações consulte Estamos em Greve! (Bombeirosparasempre).

Veículos de Combate a Incêndios do Distrito da Guarda Equipados Com SIG

Os bombeiros do distrito da Guarda estão equipados com um sistema de localização de veículos operacionais, que facilita «o controlo das decisões» e aumenta a segurança no terreno, disse hoje à Agência Lusa o comandante operacional distrital (CODIS).

Segundo António Fonseca, o equipamento foi adquirido no âmbito de uma candidatura comunitária, no valor de 325.500 euros, financiada em 75 por cento, e já se encontra instalado em 110 veículos de combate a incêndios florestais de todas as corporações do distrito da Guarda.

«Com esta aplicação podemos visualizar a localização dos veículos nos teatros de operações», disse, indicando que as viaturas estão dotadas com equipamento que permite, através do Sistema de Informação Geográfico (SIG), saber qual a sua posição no terreno.

O CODIS da Guarda considera tratar-se de uma ferramenta «muito importante» do ponto de vista da gestão operacional, «porque é mais fácil fazer o controlo das decisões» e verificar «se determinado grupo de efectivos está no local que foi destinado pelo posto de comando».

F: DDigital

Mulher de Seia Com Suspeitas de Gripe A (H1N1)

A mulher de 60 anos que ontem deu entrada no hospital de Seia com suspeitas de gripe A (H1N1) já saiu de casa e foi levada para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) pelo INEM.

A doente que ao fim da manhã de ontem abandonou as instalações do hospital de Seia e se encaminhou para casa, recusando ser levada para Coimbra, foi contactada durante a tarde pela Delegada de Saúde local, acabando por aceitar o transporte.

"Estão a ser tomados todos os procedimentos normais e vai ser transportada pelo INEM", disse à Agência Lusa a Delegada de Saúde, Maria Assunção Ferreira, no momento em que saía da residência da mulher, onde esteve entre as 16:20 e as 17:20.

A Delegada de Saúde não deu mais indicações sobre o caso, remetendo "mais esclarecimentos para a Direcção-Geral de Saúde".

A mulher permaneceu em casa, na cidade de Seia, com o marido, enquanto no exterior estavam jornalistas e três elementos da GNR, que aguardavam pela chegada do INEM.

A mulher acabou por sair para Coimbra por volta das 18:30.

A mulher deu entrada hoje de manhã no serviço de urgência do Hospital de Seia e foi atendida naquele serviço, contou Luísa Lopes, directora da urgência da Unidade Local de Saúde da Guarda.

"Regressou (terça-feira) dos Estados Unidos da América já com sintomatologia e hoje de manhã apresentou-se no Hospital (de Seia) " com sintomas associados à doença, referiu.

Adiantou que logo que o caso foi detectado "foi activado o plano de contingência da gripe local e o processo" seguiu os trâmites definidos pela Direcção-Geral de Saúde.

A doente esteve para ser transferida, durante a manhã, para os HUC, "que é o hospital de referência para os casos suspeitos", acrescentou Luísa Lopes, mas a doente recusou o transporte do INEM.

A mulher esteve "cerca de duas horas" no hospital de Seia, decidindo depois abandonar as instalações da unidade de saúde e recusando assistência em Coimbra.

José Manuel Brito, jornalista residente em Seia, contou à Lusa que pelas 12:20 dirigiu-se ao hospital e quando estava a chegar, na rua, cruzou-se com um casal que abandonava as instalações "e a senhora retirou uma máscara cirúrgica da boca".

Diz que ouviu uma enfermeira, que também tinha uma máscara cirúrgica, dizer-lhe para "não fazer isso". "A mulher só respondia: já aqui estou há três horas, estou farta de esperar. Só tenho dores de cabeça. Vou-me embora e vou à Farmácia buscar um medicamento", relatou, salientando que só mais tarde soube que era a emigrante com suspeita de gripe A (H1N1).

F: Lusa

quarta-feira, 20 de maio de 2009

As Vergonhas do INEM. Ver Para Crer!

video

terça-feira, 19 de maio de 2009

Mãe e Filho Encontrados

Incêndio na Sede da Comissão Europeia

O edifício da Comissão Europeia em Bruxelas foi evacuado ontem, devido a um incêndio, que parece ser na cobertura, segundo avançaram os bombeiros municipais.

Normalmente trabalham 2700 pessoas no edifício Berlaymont, no coração do bairro europeu da cidade, mas ainda não é claro quantas foram retiradas de emergência.

Fumo negro e acre a sai do edifício. O incêndio foi controlado por volta das 13h00 (hora de Lisboa).

"Os bombeiros estiveram no local, os alarmes de incêndio foram activados e o edifício foi completamente evacuado", diz um comunicado da Comissão Europeia.

Houve várias viaturas de combate ao fogo em torno do edifício, alguns deles camiões-cisterna, e a polícia cortou os acessos rodoviários à zona.

Este edifício em forma de estrela abriga os escritórios dos 26 comissários europeus e do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.

video

F: Público

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Radiação Ultravioleta Com Nível "Muito Alto" Para Hoje

Radiação ultravioleta com nível "muito alto" em quase todo o território.

A radiação ultravioleta (UV) apresenta hoje um nível "Muito Alto" em todo o país, com excepção de Viana do Castelo, onde o valor é "Alto", segundo o Instituto de Meteorologia (IM).
Bragança, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Penhas Douradas, Sines, Santa Cruz, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada apresentam os valores mais altos. Estes valores devem ser atingidos entre as 12h00 e as 15h00 em Bragança, Coimbra, Évora, Lisboa, Sines, Viana do Castelo e Angra do Heroísmo, entre as 11h00 e as 15h00 em Faro e Penhas Douradas, e entre as 12h00 e as 16h00 no Funchal e Ponta Delgada.
O nível alto de radiação UV, que corresponde a situação de "Cuidado", de acordo com o IM, obriga à utilização de óculos de sol com filtro ultravioleta, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protector solar e que se evite a exposição das crianças ao Sol. Apenas Viana do Castelo está com nível "Alto", situação de "Atenção".
O índice ultravioleta varia entre o "Baixo" e o "Extremo", passando pelo nível "Moderado", "Alto" e "Muito Alto".
F: Lusa (18.05.2009 - 10h19)

Bombeiros Voluntários de Bragança e as Suas Boinas Azuis

Visite: (Bombeiros de Boina Azul? “bombeirosparasempre”); (Bombeiros de boina azul? “Voo da Fénix”)

domingo, 17 de maio de 2009

Simulacro Entre Bombeiros Portugueses e Espanhóis

O *bombeirospontopt* apesar de estar já ao corrente desta situação algo estranha que se passa lá pelo Norte, noticiado há já alguns meses atrás pelos blob’s “bombeirosparasempre” e “Voo da Fénix”, este caso merece novo destaque hoje. Passo a explicar.

Durante a entrevista aos principais responsáveis intervenientes, mostra o Sr. José Fernandes sob o cargo de um “Comandante” que se diz ser dos Bombeiros Voluntários de Bragança, está fardado de militar investindo uns galões que na minha modesta opinião, desconheço tal cargo ou posto dentro do quadro geral de Bombeiros.

Eu, como Bombeiro, em pleno TO, se este Sr. me ordenasse algo para cumprir, eu não o faria devido ao facto de desconhecer tal posto e fardamento pois é algo que me está imposto pelos meus princípios e conhecimentos de Bombeiro Voluntário. O que mais este Sr. pode fazer é dar missões a cumprir aos GIPS da GNR que são forças militarizadas.

Devo fazer lembrar que o fardamento deste Sr. não cumpre com o disposto na Portaria 845/2008, artigo 9.°, que rege o plano de uniformes dos Bombeiros Portugueses.

video

Onde anda o Sr. CODIS que gere este CB? Ele há cada coisa..!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

António Fonseca, CODIS da Guarda, Apresentou Hoje Dispositivo

O distrito da Guarda conta com 423 homens, 96 veículos e um helicóptero para combate aos incêndios florestais na fase Bravo hoje iniciada, e que se prolonga até 30 de Junho, anunciou o comandante operacional distrital (CODIS).

António Fonseca apresentou hoje no Governo Civil da Guarda o dispositivo de combate a incêndios para o distrito, que na fase “Charlie”, entre 01 de Julho e 30 de Setembro, disporá de 606 elementos, 131 veículos, três helicópteros (Guarda, Meda e Seia) e dois aviões pesados (Seia).

Na fase em que o risco de incêndio é mais elevado, vão estar no terreno um total de 606 homens e mulheres, entre bombeiros, militares da GNR, elementos da PSP, de autarquias, da Autoridade Florestal Nacional, sapadores florestais e elementos do Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade.

Segundo António Fonseca, no distrito da Guarda - com 14 municípios e 336 freguesias - a área florestal concentra-se “sobretudo nas áreas classificadas da Reserva Natural da Serra da Malcata e do Parque Natural da Serra da Estrela e no Município de Aguiar da Beira, sendo a espécie dominante o pinheiro bravo, com 56 por cento da área florestal”.

“Estas áreas correspondem às zonas de maior vulnerabilidade e maior risco de incêndios florestais”, referiu o CODIS, que prometeu “assegurar a mobilização, prontidão e empenhamento de meios tendo em vista um elevado nível de eficácia no combate aos incêndios florestais”.

“Iremos congregar esforços e vontades, motivar determinações e aproveitar as potencialidades disponíveis, de forma a cumprir a complexa missão que nos foi cometida”, salientou.

Na mesma sessão, decorreu a tomada de posse dos elementos que fazem parte da Comissão Distrital de Defesa da Floresta Contra Incêndios, presidida pela Governadora Civil, Maria do Carmo Borges.

A governadora afirmou que, quer o dispositivo de combate a incêndios florestais, quer a Comissão hoje empossada, “darão um contributo muito generoso para a redução do número de fogos florestais no distrito”.

Maria do Carmo Borges valorizou o aparecimento da entidade que tem por objectivo promover a defesa da floresta, considerando que “só com uma boa prevenção” o combate aos incêndios estará “mais facilitado”.

“Com o dinheiro que se gasta todos os anos no combate (aos fogos florestais), se calhar, ganharíamos mais se houvesse uma aposta na prevenção”, admitiu.

Já o presidente da Federação Distrital de Bombeiros da Guarda, Gil Barreiros, disse que “o dispositivo dos bombeiros voluntários do distrito está pronto, actuante e preocupado”.
F: Destak

Fase "Bravo" Arranca Hoje

Mais de 6.000 elementos, 1. 600 veículos e 24 meios aéreos vão estar disponíveis a partir de hoje quando se inicia a fase "Bravo" de combate a incêndios florestais.

Na fase "Bravo", a segunda mais crítica em fogos florestais e que se prolonga até 30 de Junho, estão também em funcionamento 66 postos de vigia da responsabilidade da GNR.

Um novo reforço do dispositivo vai acontecer a 01 de Julho com a fase "Charlie", época mais crítica em incêndios, que se prolonga até 30 de Setembro.

video

País Tem Condições Para se Sentir Tranquilo

O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, garantiu ontem, em Ponte de Sor, que Portugal "tem todas as condições para se sentir tranquilo" face à época de incêndios florestais.

"Este é o terceiro ano consecutivo de consolidação de um dispositivo que tem dado resultados", declarou o governante na apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais, hoje realizada no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor (Portalegre).

"O País tem todas as condições para se sentir tranquilo em face dos meios que disponibilizamos e da capacidade de resposta que está instalada", assegurou.
A fase "Bravo", a segunda mais crítica do combate a incêndios florestais, começa sexta-feira e termina a 30 de Junho. A sessão de hoje, em que também participou o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Jaime Silva, incluiu a apresentação da Directiva Operacional Nacional sobre o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais, pelo comandante operacional nacional, Gil Martins.
A Directiva Operacional Nacional constitui uma plataforma estratégica e um instrumento de planeamento, organização, coordenação e comando operacional do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais.
Aplica-se a todo o território nacional e a todos os organismos e instituições que concorrem para a defesa da floresta contra incêndios, servindo de base para a elaboração dos planos de operações distritais e municipais de resposta aos fogos.
Relativamente aos meios disponíveis para a fase "Bravo", apresentados pelo comandante operacional, estarão mobilizados 6.180 elementos, 1.457 recursos técnicos terrestres, 24 meios aéreos e 70 postos de vigia.
O reforço do dispositivo acontece a 01 de Julho com a fase "Charlie", a época mais crítica em fogos florestais, que se prolonga até 30 de Setembro.
Para este período, vão estar operacionais 9.830 elementos, a maioria dos quais bombeiros, 2.276 viaturas, 56 meios aéreos e 236 postos de vigia da GNR.
No ano passado, a área ardida resultante de incêndios florestais diminuiu cerca de um quarto relativamente a 2007.
Este ano ainda não há dados oficiais sobre a aérea ardida mas, só no mês de Março, de acordo com a Autoridade Nacional de Protecção Civil, deflagraram perto de 4.000 incêndios e entre os dias 14 e 31 ocorreram 3.348 fogos.
O presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Taveira Pinto, também prometeu que todos os esforços serão feitos para que "cada vez mais aquele bem insubstituível que é a floresta seja defendido por todos".

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Incêndio Urbano Provoca Cinco Desalojados

Ao inicio da noite de hoje, um incêndio urbano na Freguesia de Escalhão (Figueira de Castelo Rodrigo), provocou cinco desalojados, entre eles uma criança de 6 anos.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Figueira e Castelo Rodrigo, Hélder Sequeira, o sinal foi dado pela 20h30, tendo a corporação chegado ao local sete minutos depois, declarando o incêndio extinto pelas 21h30.

O incêndio desalojou quatro adultos e uma criança de 6 anos, deixando apenas as quatro paredes da habitação, não tendo provocado no entanto quaisquer feridos.

Segundo a Junta de Freguesia de Escalhão, familiares dos desalojados ofereceram-se para acolher a família, e a Junta também se prontificou a resolver o problema juntamente com a Autarquia, que nestes casos avança com um processo de reconstrução das habitações.

F: Lusa

CONAC Irá ou Não Ser Substituído

Constou pelo Norte, que lá para o Sul, vamos ter movimentações em alguns lugares. Mexidas que neste momento, devem-se revelar como uma verdadeira bomba.

Caros camaradas bombeiros, que estão ao serviço do CNOS e dos CDOS nacionais tenho más notícias para vós, é que ao que tudo indica, a ANPC vai dispensar os vossos préstimos, para dar lugar a profissionais do exterior, que tem em comum o facto de não manterem qualquer ligação aos Agentes de Protecção Civil. Mas há mais...

Segundo o bombeirosparasempre conseguiu apurar, o CONAC (Comandante Nacional das Operações de Socorro) irá ser substituído, ficando por confirmar o novo nome. Vamos aguardar para ver se estas notícias se confirmam!
F: bombeirosparasempre

Afinal Sempre Haveria Algo de Errado nos Alertas da ANPC

Como se tem vindo aqui a referir, os Alertas que são definidos pela ANPC em colaboração directa com o IM, não estavam a ser cumpridos na íntegra e por isso, hoje a ANPC e o IM estão reunidos para discutir novos produtos que facultem com mais rigor as condições climatéricas. Quem lembra o mês de Março sabe que os alertas estiveram accionados com temperaturas abaixo dos 30° e o CONAC diz agora que só serão activados os Alertas de maior cautela de incêndios mediante as condições meteorológicas acima de 30°C, 30% de humidade no ar e vento superior a 30 KM/h. Porque é que no mês de Março não teve as mesmas grelhas de accionamento de Alertas em função às condições climatéricas?

Incêndios
Instituto de Meteorologia realizou encontro com Protecção Civil para discutir de colaborações.
O Instituto de Meteorologia (IM) realizou hoje um encontro com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) para discutir o contributo do IM na problemática dos incêndios florestais

À margem deste encontro foi anunciada uma nova página do IM na Internet que se traduzirá por uma grande reforma em termos de grafismo, sendo que os conteúdos serão idênticos. A nova página estará disponível logo no início de Julho, de acordo com informação do IM.
No workshop «A Meteorologia e os Incêndios Florestais», o IM apresentou os vários «produtos» que dispõe e que utiliza para fornecer informações sobre o risco de incêndio, bem como as condições meteorológicas que podem influenciar a evolução dos incêndios.
O IM elabora mapas de risco de incêndio diários, por concelho, com base em várias variáveis, nomeadamente meteorológicas (temperaturas, vento, precipitação e humidade) e relacionadas com a cobertura vegetal.
De acordo com o comandante nacional da ANPC, Gil Martins, as cartas do risco de incêndio produzidas pelo IM são «utilizadas no planeamento aéreo e terrestre dos meios disponíveis para combate a incêndios».
O comandante nacional é da opinião de que as cartas de risco de incêndio devem ser divulgadas, negando qualquer aproveitamento delas por incendiários, tal como questionou o presidente do IM, Adérito Serrão.
Gil Martins explicou a aplicação dos dados disponibilizados pelo IM, referindo que a conjugação de determinadas condições meteorológicas favorecem a ocorrência de incêndios.São elas: temperaturas acima dos 30º, valores inferiores a 30 por cento de humidade e vento superior a 30 quilómetros por hora.
Uma situação «caótica», referiu Gil Martins, é aquela que combina as condições meteorológicas referidas mais temperaturas mínimas superiores a 20º e mais de 30 dias sem chuva.
Contudo, o comandante nacional lembrou que 98 por cento dos incêndios são de origem humana, por negligência ou dolo. O workshop realizado integrou o ´briefing´ diário, por vídeo-conferência com a ANPC.
Neste ´briefing´, a meteorologista de serviço no IM apresentou as previsões do estado do tempo para hoje e para os próximos dias, focando-se sobretudo nos parâmetros que podem estar relacionados com os incêndios: temperatura, vento e humidade.
Neste encontro com a ANPC ficou a saber-se que sábado as temperaturas vão subir ligeiramente em Portugal continental, voltando a descer no domingo devido à acção de uma depressão vinda do Atlântico.
No domingo existe a possibilidade de aguaceiros na litoral a norte do cabo da Roca.

F: Lusa

terça-feira, 12 de maio de 2009

Recordar o XV Aniversário dos Bombeiros V. de Loriga

Foi assim há 12 anos, depois da romagem ao cemitério em cerimónia aos Sócios e Bombeiros já falecidos, que se deu início no recinto da Nossa Senhora Da Guia, o XV Aniversário dos Bombeiros Voluntário de Loriga. Vale a pena recordar.

video

Filme elaborado e enviado ao *bombeirospontopt* por Tiago Lucas (visite também o blog "Loriganet" http://www.loriganet.blogspot.com)

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Onde Está a Veracidade da Notícia?

Clique sobre as fotos para ampliar
Neste Jornal diário como em tantos outros passa a informação de que o Alerta Amarelo está activado em 5 Distritos…
…no portal da ANPC o Alerta Amarelo não está activado, porquê?

Bombeiros de Setúbal Corridos à Pedrada

Portugal no seu pior... onde pára o respeito? Se é que eles o têm... pois não demonstram tê-lo!

País paraíso este de fronteiras abertas aos que não querem trabalho e são governados pelos Rendimentos de Inserção Social, fundos sociais vindos dos nossos impostos; essas famílias “(des)favorecidas” que recebem tecto, pão e água tudo isto pago com os nossos impostos e no fim de contas é o que se vê, pagam com a moeda diferente à que recebem da gente.

Vendem-se drogas por estes bairros porque dizem não ter dinheiro para comer; vendem-se armas porque não têm como sobreviver; roubam para comer dizem eles e estão sempre descontentes... então só haverá uma coisa a fazer, deitem pernas ao caminho e procurem outro país que dê tudo aquilo que os Portugueses não podem dar. Quase afirmo que não o farão porque Portugal dá-lhes tudo.

O Respeito é muito bonito e nós gostamos, então respeitem-nos por favor! Respeitem aqueles que foram chamados para intervir no que vós determinais erradamente e apedrejais como se fossem eles os criminosos.

Assim anda Portugal, onde tudo vai bem no meio de quase tudo o que vai mal. Desculpem se me engano de novo…

video

E no fim o que lhes acontece… o Ministérios público decide libertá-los!
É este o País maravilha mas só para alguns!

domingo, 10 de maio de 2009

INEM Falha no Protocolo da Gripe A

Activa protocolo!... Não, Desactiva!!... Não, Activa!!!... Mas então em que ficamos?

Enquanto os técnicos do INEM se decidiam provavelmente sentados e bem instalados, quem pagava cara factura em desconforto era o idoso de 82 anos, doente, fechado cerca de 2 horas dentro de uma ambulância do INEM á espera de ser transferido para outra ambulância do INEM, onde vem a chegar ao hospital cerca de 3 horas depois de dado o alerta. O mais caricato é que agora a equipa da 1ª. ambulância foi descontaminada e estão agora em casa de quarentena.

"Incrível, até parece um filme. Ó INEM, tirai-nos desta película, nós não queremos ser protagonistas dela!"... Palavras proferidas por um entendido no assunto que escutava a notícia ao mesmo tempo que o moderador do blogue.

Muitos perguntam, o *bombeirospontopt* inclusive, onde param os técnicos do INEM que são pagos e muito bem pagos pelos nossos impostos?? Se esta “falha” (falha dizem eles) ocorresse nos Bombeiros de xpto, Santa Barbara, estariam já muitos por aí a querer as cabeças dos pobres “errantes”.

Pedir responsabilidades ao INEM é escusado, eles defendem-se sempre muito bem lá com os seus termos técnicos que muitos de nós mal entendemos.

Assim anda Portugal, onde tudo vai bem no meio de quase tudo o que vai mal. Desculpem se me engano…

video

sábado, 9 de maio de 2009

CETAC, Um Centro de Comando Único na Europa

O Centro Táctico de Comando (CETAC) foi usado pela primeira vez nos dias 5 e 6 de Maio durante a realização do PTQUAKE09, um exercício com meios reais (LIVEX) de âmbito europeu, planeado e conduzido com a finalidade de testar a resposta do Sistema de Protecção Civil a uma situação de ocorrência de um evento sísmico na Área Metropolitana de Lisboa (AML) e concelhos limítrofes, num quadro de cooperação alargada em que se integrarão no esforço de resposta nacional equipas de intervenção regionais e europeias.

O CETAC é um centro de comando avançado, autónomo e modular, único na Europa, devido à sua capacidade tecnológica e versatilidade. É composto por sete veículos e nove tendas e pode ser rapidamente instalado em qualquer ponto do território nacional continental. O CETAC custou cerca de um milhão de euros e poderá ser utilizado em ocorrências de longa duração, dimensão e complexidade, como sismos ou incêndios ou outras grandes catástrofes.

Quanto à sua capacidade, o CETAC permite acomodar até 90 postos de trabalho e é instalado em 90 minutos. Pelo facto de ser modular, o número de tendas e de veículos operacionais poderá adaptar-se à dimensão da catástrofe. Além da equipa do Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS), no Centro haverá ainda lugar para todas as entidades que trabalham numa ocorrência de grande dimensão, como PSP, GNR, INEM, Instituto de Medicina Legal, Forças Armadas ou Direcção-Geral da Saúde. É composto por:
Veículos:
-Veículo de Comando Operacional Táctico - VECOT
. Veículo ligeiro com chassis 4x4, destinado ao reconhecimento e comando táctico da coluna, quando em marcha.
-Veículo de Direcção Estratégica - VEDIE. Sala com ambiente e espaço independente destinada à tomada de decisão e direcção estratégica das operações, que permite a instalação de 4 postos de trabalho.
-Veículo de Recursos Tecnológicos de Emergência - VERTE. Constitui-se como um módulo autónomo, capaz de garantir a rápida instalação de um posto de comando avançado, ao nível da informática e telecomunicações, através de uma gestão centralizada e de um conjunto de periféricos (portáteis, telefones, multifunções, rádios portáteis, videoprojectores, etc.) a distribuir pelas células de cada posto.
-Veículo de Apoio Logístico - VEALO. Camião pesado com contentor e plataforma elevatória, equipado com geradores, porta paletes eléctrico e diversos equipamentos logísticos, nomeadamente 9 tendas insufláveis, 4 balões de iluminação, motobomba, sanitário químico, chuveiros de campanha, cadeiras, mesas, rações de combate, motosserras, manga de vento e conjunto de sinalização para aeronaves.
-Veículo de Comando, Controlo e Comunicações - VC3. Integralmente concebido pelos técnicos da ANPC, é dotado dos mais modernos meios informáticos e de telecomunicações, aptos a permitir uma gestão eficaz de teatros de operações de elevada complexidade. Compreende sala de reuniões, sala de trabalho, WC, copa e sala de descanso. Acomoda, em permanência, 26 postos de trabalho.
-Veículo de Apoio Técnico - VEATE. Destina-se a suportar as comunicações até ao momento da finalização da instalação do CETAC, garantindo o apoio técnico. Está equipado com um repetidor móvel VHF (REPC/ROB) e link de UHF, permitindo o seu funcionamento como posto de comunicações avançado. Reboca um gerador e uma torre de iluminação para instalação do CETAC.
-Veículo de Reconhecimento e Ligação - VEREL. Destina-se ao comando da Logística do CETAC. Permite efectuar o reconhecimento e a ligação, bem como garantir todas as acções ao nível da logística com vista à instalação, manutenção e funcionamento do CETAC. Em marcha, encerra a coluna motorizada e permite a ligação com o VCOT.

Tendas:
Com uma área de 42m2, as tendas e os respectivos acessórios têm um peso de 180 kg. Contém sistema de iluminação próprio. Estes equipamentos que compõem o Centro Táctico de Comando destinam-se a instalar as diferentes células: Planeamento / Operações; Logística / Finanças; Análise de risco / Avaliação de danos; Informação de Emergência / Media; Apoio Técnico Operacional; Briefings; Resposta Operacional; Áreas de refeições e descanso e Resposta Técnica.

Tecnologia do CETAC:
• Instalação de uma rede local, estruturada (voz e dados), com 5 ‘wireless access points’ (A P); • Servidores para gestão de domínio local e partilha de ficheiros, impressão e fax; • Ambiente de Intranet, com informação útil (lista telefónica interna, apoio à configuração, impressão, envio de fax, etc., pastas de grupos funcionais); • Sistema de troca de mensagens, com anexos, e registo de histórico; • Controlo do acesso à informação – criação de utilizadores/grupos locais, funcionais, com acesso por login//password; • Centrais telefónica IP (VC3 e V ERTE) com terminais fixos e portáteis; • Acesso externo para voz e dados por GSM/GPRS/3G, Satélite e Linha analógica/R DIS/A DSL, com agregação de largura de banda (acesso Internet) e gestão inteligentedo operador público; • Integração com R NSI – ‘R NSI in-a-box’ – acesso directo e seguro à R NSI – Sistema de Informação, Correio electrónico, acesso Internet, Videoconferência; • Videoconferência móvel e multiconferência por integração com sistema central da A N PC; • Gateway Repeater digital – Equipamento repetidor para a rede SIR ESP, permitindo colocar as comunicações locais do CETAC na rede SIR ESP; • Gateway analógico – integra as redes SIR ESP e R EPC//ROB no posto de comando, permitindo a integração das comunicações em V HF/Banda Alta na rede SIR ESP e vice-versa; • Câmara de videovigilância, controlo joystick/software, com rotação de 360º, zoom óptico 35x; • Sistema de recepção de T V misto-distribuição de 8 canais em simultâneo e distribuição de sinal para tendas; • Estação meteorológica sem fios.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Onde Estão Accionados os Alertas Amarelos da ANPC ?

Quem visita bastas vezes o site da ANPC tal como o *bombeirospontopt* faz, dá conta de algo muito estranho, a Autoridade Nacional da Protecção Civil desde algum tempo a trás não tem accionado o Alerta Amarelo, porquê?

Porque não tem estado calor?
Sim, tem! Tem estado tanto calor como em alguns dias de Março em que o Alerta Amarelo esteve sempre accionado.

Não tem havido incêndios?
Sim tem! Em menos de quinze dias, desde 19ABR09 até 06MAI09 foram cerca de 800 ocorrências de incêndios florestais e cerca de 1760 viaturas no terreno e o Alerta Amarelo não esteve accionado.

Será que o Instituto da Meteorologia não comunica as previsões de risco de incêndio para a ANPC ditar os estados de alerta?
Sim comunica! Todos os dias o *bombeirospontopt* visita o portal da Meteorologia e a página da ANPC está sempre actualizada dos riscos diários de incêndio mas o Alerta Amarelo não esteve accionado em ocasião alguma pelo menos online.

Este extracto de texto foi retirado de uma notícia aqui postada a 20 de Março transmitida pela fonte Lusa:
…“A responsável adiantou que para as regiões Norte do País a previsão aponta para «céu limpo ou pouco nublado, uma situação de tempo muito seco com uma ligeira descida das temperaturas e vento fraco e moderado do quadrante leste».
«Isto pode justificar o aviso amarelo da Protecção Civil, porque realmente é uma situação propícia à ocorrência de incêndios», considerou a meteorologista.”… (visite) Alerta Amarelo para o Distrito da Guarda

Como se pode constatar, há bem pouco tempo atrás, mediante qualquer previsão do IM fosse neve, calor, chuva ou vento o Alerta Amarelo era accionado de imediato pela ANPC e até hoje, depois de vários dias de calor e largas dezenas de ocorrências de incêndios florestais, porque é que não foi accionado online?! E será que esteve?

Estarão a esquecer-se de actualizar a Web… ou ainda estão empenhados no exercício "PTQUAKE09”… ou estarão já de férias… ah, então será devido ao facto de o Governo no passado dia 19 de Abril ter garantido aos Bombeiros Voluntários o pagamento das despesas extraordinárias sempre que seja decretado o “Alerta Amarelo”, quem o disse foi o secretário de Estado da Protecção Civil, José Miguel Medeiros. (visite) Fogos: “Alertas Amarelos” Pagos

Mais parece que seja devido ao factor "pagar despesas", é que se houver dispêndio com viaturas, material de incêndio e logística, o Gov não vai simplesmente pagar nada porque o Alerta Amarelo não tem estado accionado. Não pagará aos pobres Bombeiros porque aos restantes membros do grupo da ANPC, sejam GIPS, FEB’s, etc., esses estão directamente e sempre cobertos dos riscos de perdas.

Será que devido á crise andam agora na poupança? Mas a poupança parece apenas virada para os Bombeiros Voluntário porque para os GIPS, FEB’s e etc., isso não acontece (visite) Os GIPS São Filhos da Mãe e os Bombeiros São Filhos de Quem? … isto dá que pensar!